All posts by Carlos Oyama

ANÁLISE DE TRILHAS SONORAS – REDLINE

RESENHA MORTÍFERA

Redline

Redline

FICHA TÉCNICA DA SÉRIE:

-Autor: Katsuhito Ishii e Takeshi Koike.
-Diretor: Katsuhito Ishii e Takeshi Koike.
-Estúdio: Madhouse.
-Exibição: 9 de Outubro de 2010
-Exibição Brasileira: Não exibido no Brasil.
-Distribuição:Tohokushinsha Films.
-Duração: 102 Minutos.
-Gênero: Corrida, Aventura, Ficção Científica, Ação.
-Público Alvo: Shonen.

224646-redline_hd03

 

Preparem seus motores!

Redline é um filme animado sobre corridas, possui um design com sombras contrastantes e uma trilha sonora envolvente a sua própria maneira. Redline é um filme que conta a história de corredores que mesmo em uma época onde as rodas não são mais úteis em veículos, ainda há os que desafiam e são desafiados por corridas onde bons motores e rodas marcam presença.

redline-anime-characters

 

Oh yeah yeah yeah yeah!

Redline possui músicas com boas batidas e um ritmo progressivo que consegue acentuar o momento de cada cena, o design é bem interessante e ajuda a dar seu peso naquele instante de tensão da corrida. Redline usa muitas cores escuras dando uma ambientação interessante para a animação, a música tema de encerramento tem um tom bem idealista combinando com o fim do filme.

redline 1

 

Redline segue uma linha menos realista e mais ficcional quando o assunto é o tema do filme, com alto teor de ficção científica o centro de toda a ação acaba por ser a corrida apesar do potencial oculto nas forças armadas de roboworld. O romance também tem sua presença em Redline, mas assume um papel mais secundário.

redline_review_5

 

Redline possui uma trilha sonora interessante, um bom design, as músicas criam uma boa identidade, não é o filme perfeito, mas consegue ser razoável, possui um ritmo bom e não chega a ser lento.

-Música Tema : Redline (Versão Full) – James Shimoji:

Carlos Akihito Oyama / CROW
5 de março de 2014, SP, São Paulo

 

Equipe da publicação:

Autoria: Carlos Akihito Oyama..
Direção: Lucas M. Rodrigues.
Edição: Jeferson Capizani.
Revisão:Lucas Moraes Rodrigues.
Tradução: Julio I. Arrivabene.
Roteiro: Lucas M. Rodrigues
Diagramação: Jeferson Capizani.
Redação: Lucas M. Rodrigues e Jeferson Capizani.
Produção: Carlos Akihito Oyama.
Publicidade: Jefferson Santos.
Colaboração: Julio I. Arrivabene.

ANÁLISE DE TRILHAS SONORAS – A VIAGEM DE CHIHIRO

RESENHA MORTÍFERA!

A Viagem de Chihiro

10458

FICHA TÉCNICA DA SÉRIE:

-Autor:Hayo Miyazaki.
-Diretor: Hayo Miyazaki.
-Editora Original:SEM.
-Editora Brasileira: SEM.
-Estúdio: Ghibli.
-Exibição Original: 20 de Julho de 2001.
-Exibição Brasileira: 2002.
-Emissora Original: SEM.
-Emissora Brasileira: SEM.
-Duração: 124 Minutos.
-Gênero: Aventura, Fantasia.
-Público Alvo: Todos

O mérito desvendado

caviagemdechihirotexto

A Viagem de Chihiro certamente chama a atenção, tanto pela sua exibição no Brasil, quanto pelos seus prêmios, o urso de ouro de Berlim e o Oscar de melhor animação não foram por acaso, a trilha sonora de A Viagem de Chihiro certamente chama a atenção, ela dita o ritmo da cena, transmite a tensão e a emoção que sentimos quando cada movimentação é executada, é como eu digo jovens, fodice é foda.

2j64hue

 

Nas várias cenas em que Haku aparece na sua forma de dragão, muitas vezes foram utilizadas referências como cobras, cachorros, ou até mesmo enguias.

Esta animação possui cores mais claras, afinal também pode ser direcionada a um público mais jovem, certamente é alvo da nostalgia de muitas pessoas. A música tema possui uma letra idealista, ela consegue ter uma carga emocional muito presente, possui também um ritmo bem leve. A Viagem de Chihiro faz uso de muitos instrumentos clássicos, inclusive de música orquestrada de boa qualidade, estes fatores fazem um verdadeiro espetáculo musical nesta animação.

A viagem de chihiro 2

 

Praticamente toda a animação de A Viagem de Chihiro foi desenhada.

Um dos pontos mais interessantes em a Viagem de Chihiro é o realismo dos comportamentos da protagonista, isso possui um bom motivo, vários personagens criados por Hayao Miyazaki possuem modelos, Chihiro é a representação da filha de um amigo seu. O próprio cenário do filme foi inspirado em um museu perto do estúdio que possui diversas construções do período Edo até Showa.

Museu

 

Este museu fica perto do estúdio onde Hayao Miyazaki trabalha, sendo frequentes as suas visitas.

Passado as curiosidades e retornando as trilhas sonoras, A viagem de chihiro é um dos filmes de animação mais musicalmente bem feitos que eu já vi até este momento. Muitos sentem uma boa nostalgia da animação, afinal este filme já percorreu os cinemas brasileiros e a música tema sem dúvida concretiza a essência da carga emocional que temos em A Viagem de Chihiro.

studio_ghibli_wallpaper_hi_rez_by_jdmarkette

 

Segue a letra e a tradução da música tema “Itsumo Nando Demo”

Itsumo Nando Demo

Yondeiru mune no dokoka oku de
Itsumo kokoro odoru yume o mitai.
Kanashimi wa kazoe kirenai keredo
Sono mukou de kitto anata ni aeru.
Kurikaesu ayamachi no sonotabi hito wa
Tada aoi sora no aosa o shiru.
Hateshinaku michi wa tsuzuite mieru keredo
Kono ryoute wa hikari o idakeru.

Sayonara no toki mo shizukana mune
Zero ni naru karada ga mimi o sumaseru.
Ikiteiru fushigi shindeyuku fushigi
Hana mo kaze mo machi mo minna onaji.
La la la la la la…

Yondeiru mune no dokoka oku de
Itsumo nandodemo yume o egakou.
Kanashimi no kazu o itsukusuyori
Onaji kuchibiru de sotto utaou.
Tojiteyuku omoi de mo sono naka ni
Itsumo wasuretakunai sasayaki o kiku.
Konagona ni kudakareta ka ga mi no ue ni mo
Atarashii keshiki ga utsusareru.

Hajimari no asa no shizukana mado
Zero ni naru karada mitasareteyuke.
Umi no kanatani wa mou sagasanai
Kagayakumono wa itsumo koko ni,
Watashi no naka ni mitsukerareta kara.
La la la la la la…

Tradução

Sempre Comigo

Em algum lugar, uma voz chama do fundo do meu coração
Que eu possa sempre sonhar os sonhos que tocam meu coração
Tantas lágrimas de tristeza, incontáveis lágrimas rolaram
Mas sei que do outro lado encontrarei você
Toda vez que caímos no chão, olhamos para o céu lá no alto
E acordamos para a sua imensidão azul, como se fosse a primeira vez
Como o caminho é longo e solitário e não enxergamos o fim
Posso abraçar a luz com meus dois braços

Quando digo adeus, meu coração pára, com ternura eu sinto
Que meu corpo silencioso passa a ouvir o que é real
O milagre da vida, O milagre da morte
O vento, a cidade, as flores, todos nós dançamos em união
La la la la la la…

Em algum lugar uma voz chama, do fundo do meu coração
Continue sonhando seus sonhos, nunca os deixe morrer
Por que falar de sua melancolia ou dos tristes pesares da vida?
Deixe seus lábios cantarem uma linda canção para você
Não esqueceremos a voz sussurrante, em cada lembrança ela ficará
Para sempre, para guiar você
Quando um espelho se quebra, estilhaços se espalham pelo chão
Lampejos de uma vida nova refletem-se por toda parte

Janela de um recomeço, silêncio, nova luz da aurora
Deixe que meu corpo vazio e silente seja preenchido e nasça outra vez,
Não é preciso procurar lá fora nem velejar através do mar
Porque brilha aqui dentro de mim, está bem aqui dentro de mim
Encontrei uma luz que está sempre comigo
La la la la la la…

-Música Tema : Itsumo Nando Demo (Versão Full) 

Carlos Akihito Oyama / CROW
26 de fevereiro de 2014, SP, São Paulo

 

Equipe da publicação:

Autoria: Carlos Akihito Oyama..
Direção: Lucas M. Rodrigues.
Edição: Jeferson Capizani.
Revisão:Lucas Moraes Rodrigues.
Tradução: Julio I. Arrivabene.
Roteiro: Lucas M. Rodrigues
Diagramação: Jeferson Capizani.
Redação: Lucas M. Rodrigues e Jeferson Capizani.
Produção: Carlos Akihito Oyama.
Publicidade: Jefferson Santos.
Colaboração: Julio I. Arrivabene.

Berserk_wallpaper_o_filme

ANÁLISE DE TRILHAS SONORAS – BERSERK

RESENHA MORTÍFERA!

Berserk

Berserk_wallpaper_o_filme

FICHA TÉCNICA DA SÉRIE:
-Autor: Naohito Takahashi.
-Diretor: Naohito Takahashi.
-Editora Original: Hakushensha.
-Editora Brasileira: Panini.
-Estúdio: OLM.
-Exibição Original: 7 de Outubro de 1997 – 31 de Março de 1998.
-Exibição Brasileira: Não exibido no Brasil.
-Emissora Original: Nippon Television.
-Emissora Brasileira: Não tem.
-Temporadas: 1 Temporada
-Episódios: 25.
-Duração: 24 Minutos.
-Gênero: Guerra, Ação, Terror.
-Público Alvo: Seinen (Adulto Masculino).  

Um peso pesado

Berserk 07

Berserk, nada mais nada menos, simplesmente um seinen clássico de boa categoria, trilha sonora boa, uma surpreendente música de abertura que possui um ritmo ligeiramente leve e muitas cores escuras, uma combinação de animação crua e cores que fazem um ambiente perfeito para violência, espadas gigantes e muito sangue. Nada mais justo do que realizarmos uma análise profunda da trilha sonora deste clássico.

berserk01_guts_1024_

Berserk possui uma trilha sonora de seriedade e sobriedade absoluta, consegue atribuir tudo o que um anime de ação precisa, a abertura é um pouco mais rápida e cômoda do que o ideal de Berserk, um anime que trabalha conceitos que se justificam e que com certeza possui uma abertura concisa. Berserk tem sua fama pelo traço incrível de seu mangá e pelo seu bom enredo, o anime apesar do design mais simplista, tem seus méritos pelas imagens pesada e cruas. O encerramento possui uma música mais lenta, acentuando a sua morbidez.

berserk 382 b

As bandas responsáveis pela abertura e pelo encerramento são respectivamente a banda Penpals e a banda Silver Fins, ambas as bandas não possuem grande repercussão, as letras possuem uma boa musicalidade e sentido oculto, a animação da abertura e do encerramento não possui cenas de ação marcantes, sendo compensada pelas imagens pesadas, inclusive há uma imagem do lugar onde Gatts foi encontrado após seu nascimento.

berserk 197

Uma das cenas mais pesadas de Berserk, nasce um bebê ao lado de cadáveres.

Berserk é um anime que consegue usar o equilíbrio do silêncio com a trilha sonora, possui uma animação simples e faz bom uso dessa característica, muitas cenas do mangá não foram introduzidas no anime, mas o principal foi preservado, a sensação do peso, da morbidez, da violência, Berserk é tudo o que um bom seinen deve ser.

-Opening (Abertura): Tell Me Why (Versão Anime) – Penpals:

-Ending (Encerramento): Wainting So Long (Versão Anime) – Silver Fine:

-OST: Forces (Full Version) – Susumu Hirasawa:

Carlos Akihito Oyama / CROW
19 de fevereiro de 2014, SP, São Paulo

 

Equipe da publicação:

Autoria: Carlos Akihito Oyama..
Direção: Lucas M. Rodrigues.
Edição: Jeferson Capizani.
Revisão:Lucas Moraes Rodrigues.
Tradução: Julio I. Arrivabene.
Roteiro: Lucas M. Rodrigues
Diagramação: Jeferson Capizani.
Redação: Lucas M. Rodrigues e Jeferson Capizani.
Produção: Carlos Akihito Oyama.
Publicidade: Jefferson Santos.
Colaboração: Julio I. Arrivabene.