11783446_863072703748438_854126396_o

Análise de trilhas sonoras – Plastic Memories

RESENHA MORTÍFERA

Plastic Memories

11783446_863072703748438_854126396_o

-Autor: Naotaka Hayashi e Yuyu.
-Diretor: Yoshiyuki Fujiwara.
-Editora Original: ASC II Media Works, Dangeki G’s Comic.
-Editora Brasileira: Sem.
-Estúdio: Doga Kobo.
-Exibição Original: 04 de Abril de 2015 – 27 de Junho de 2015.
-Exibição Brasileira: Não exibido no Brasil.
-Emissora Original: .AT-X, Tokyo MX.
-Emissora Brasileira: Não tem.
-Temporadas: 1 temporada.
-Arcos Abordados: Temporada completa.
Episódios: 13.
-Duração: 24 Minutos.
-Gênero:  Romance, Drama,  Ficção Científica,
-Público Alvo: Seinen

 photo plastic_memories_02_zpsz71zqzo8.jpg

Prontos para chorar litros de suor masculino? Preparem-se porque Plastic Memories está na análise de Trilhas sonoras com um dos serviços mais psicologicamente insalubres que eu já vi em um anime de cotidiano.

Basicamente o enredo conta a história dos trabalhadores do terminal service que recolhem os giftias (androides) no seu período final quando estão prestes a serem desativados, o verdadeiro drama ocorre porque todos os giftias possuem sentimentos, pensamentos e emoções complexas, ou seja, eles agem e sentem como humanos e também formam famílias.

 photo pm4_zpsp3rj2unm.png

Na abertura ao menos de início as cenas são bem escuras e dão a sensação de tristeza e solidão criando de certa forma um clima mais dramático, mas a medida que a música aumenta o seu ritmo de forma gradual ela desenvolve o ambiente esperado para o casal Isla e Tsukasa, ou seja, algo mais próximo de um romance, como resultado a abertura consegue compilar os pilares centrais do anime que são os temas trágicos, dramáticos e a relação do casal de protagonistas, tudo isso de forma que haja sincronismo entre melodia e animação.

 photo Snapshot - 311_zpsyerskgb3.jpg
O casal de protagonistas denota o ar de romance da abertura.

Centralizado em Isla, o encerramento é no mínimo emotivo (tears falling down), com uma letra que reflete a personagem ele combina perfeitamente as cenas que variam de acordo com o tom da vocal e o ritmo da melodia, as cores ajudam muito a criar o ambiente e clima variando conforme o encerramento gradualmente passa de triste a animado, apesar das cores vivas o encerramento deixa claro para quem assiste que o anime vai trazer uma história dramática e que a possibilidade de deixar cascatas nos olhos é alta.

 photo Snapshot - 317_zpsg0gt4fev.jpg
Isla! T-T

Com boa trilha sonora e com um bom enredo Plastic Feels Memories é uma boa pedida para quem gosta de um anime com aquele gostinho salgado das lágrimas de quem sabe o que é chorar vendo anime, não é o caso deste jovem que vos fala (mentira), mas este anime sabe muito bem como usar os elementos que cria de forma a emocionar quem assiste, recomendo fortemente para os amantes de dramas e quem sabe até para os que não conhecem o gênero e querem se aventurar um pouco.

 photo Snapshot - 312_zpsvzokllj9.jpg

Até a próxima análise e obrigado por acessar o site!

– Opening (Abertura): Ring Of Fortune (Versão Anime) – Eri Sasaki:

-Ending (Encerramento): Asayake no Starmine (Versão Anime) – Asami Imai:

Carlos Akihito Oyama / CROW
29 de julho de 2015, SP, São Paulo

Equipe da publicação:
Autoria: Carlos Akihito Oyama.
Direção: Lucas M. Rodrigues.
Edição: Jeferson Capizani.
Revisão:Lucas Moraes Rodrigues.
Tradução: Julio I. Arrivabene.
Roteiro: Lucas M. Rodrigues
Diagramação: Jeferson Capizani.
Redação: Lucas M. Rodrigues e Jeferson Capizani.
Produção: Carlos Akihito Oyama.
Publicidade: Carlos Akihito Oyama.
Colaboração: Julio I. Arrivabene.

Leave a Reply