capa

Análise de Trilhas Sonoras – Gunslinger Girl – 2ª Temporada

RESENHA MORTÍFERA!

GUNSLINGER GIRL IL TEATRINO

 -Autor: Yu Aida.
-Diretor: Rei Mano.
-Editora Original: ASCII Media Works, Dengeki Daioh.
-Editora Brasileira: Sem.
-Estúdio: Artland.
-Exibição Original: 07 de Janeiro de 2008 – 31 de Março de 2008.
-Exibição Brasileira: Não exibido no Brasil.
-Emissora Original: Fuji Tv.
-Emissora Brasileira: Não tem.
-Temporadas: 2.
-Arcos Abordados: 2ª Temporada.
-Episódios: 13.
-Duração: 24 Minutos.
-Gênero: Ação, Drama, Ficção.
-Público Alvo: Shonen/Seinen.


kawaii desu ne

Ação, fofice, tristeza e mais fofice.

Nesta segunda temporada trazemos algo bem diferente ao que foi apresentado na primeira. Além do design que mudou violentamente fazendo alguns torcerem o nariz, ounão a abertura e o encerramento agora trazem músicas puramente japonesas. Antes tínhamos um anime que estava totalmente desprendido do japão, tanto na arte como na sonoridade e a única coisa nipônica era a linguagem.

Rico e o seu jeito sexy de correr na praia (olha a cadeia heim cara!)

A abertura reforça a ideia de realidade do enredo mostrando cenas e fotos frenéticas de objetos e pessoas reais, isso pode ser um prato cheio se você tem saco assistiu a primeira temporada e curtiu bagaray ounão. Tudo que foi visto na temporada anterior agora aparece em detalhes fotográficos [ATENÇÃO SPOILER] Giuse deu uma câmera fotográfica para Henrietta e ela começou uma trajetória em capturar tudo aquilo que via e as coisas que gostava, por isso as fotos aparecem tão distorcidas, desfocadas ou de algum ângulo baixo. Exatamente o olhar de uma criança que está aprendendo a usar uma máquina fotográfica [ATENÇÃO SPOILER FIM]. A sincronia das imagens com a música é boa, porém deixa você meio zonzo de tão rápido que elas aparecem na tela.

Eu avisei, cara, dá cadeia!

A música em si é ótima, mas foge do conceito de anime, pois as imagens apresentam elementos realistas ao invés de personagens mangazeados e isso fica um pouco fora do padrão esperado.

como assim eu fiquei kawaii??

A trilha sonora no contexto continua a mesma nos momentos melancólicos, porém há uma mudança brusca com relação à ação. Até mesmo é implementada a música eletrônica quando uma das nossas gunslingers tem que descer o cacete nos terroristas malditos republicanos! ~ le empolgação de leve ~

eu te passo na pexera, safado!

A parte da música clássica ficou bem mais original, tendo peças distintas, não desmerecendo os clássicos que apareceram na 1ª temporada, mas ficaram muito mais vívidas em todas as situações.

O encerramento ficou mais compreenssível pra maioria, trazendo também uma música em japonês, as cenas são imagens que mostram um compilado do que aconteceu no capítulo, seus personagens e o que cada um fez. Nada que seja mais comum, contudo a música é muito boa eu ouviria ela eternamente e retira um pouco o aroma tristonho que havia antes, deixando o anime com aquele ar esperançoso.

Obrigado e fiquem com os espíritos!

Jeferson Capizani/Lobo

 

-Abertura: Tatta Hitotsu no Omoi

-Kokia

-Encerramento: Doll

– Lia & Aoi Tada:

Equipe da Publicação:

Autoria: Lucas M. Rodrigues.
Direção: Lucas M. Rodrigues.
Edição: Jeferson Capizani.
Revisão: Carlos A. Oyama.
Tradução: Julio I. Arrivabene.
Roteiro: Lucas M. Rodrigues
Diagramação: Jeferson Capizani.
Redação: Lucas M. Rodrigues e Jeferson Capizani.
Produção: Lucas M. Rodrigues, Carlos A. Oyama e Jeferson Capizani.
Publicidade: Lucas M. Rodrigues.
Colaboração: Julio I. Arrivabene.

Leave a Reply