anime-wolf-holo-spice-and-723007

Resenha RM#25 – Spice And Wolf II

RESENHA MORTIFERA!

Spice And Wolf

(Spice And Wolf – Anime 2ª Temporada)

 photo anime-wolf-holo-spice-and-723007_zps1b7f3be0.jpg

-Autor: Isuna Hasekura.
-Diretor: Takeo Takahashi.
-Editora Original: ASCII Media Works.
-Editora Brasileira: Sem.
-Estúdio: Imagin.
-Exibição Original: 09 de Julho de 2009 – 26 de Setembro de 2009.
-Exibição Brasileira: Não exibido no Brasil.
-Emissora Original: Chiba Tv, KBS, Tokyo MX, Tv Saitama.
-Emissora Brasileira: Não tem.
-Temporadas: 2 Temporadas.
-Arcos Abordados: 2ª Temporada completa.
-Episódios: 12.
-Duração: 24 Minutos.
-Gênero: Fantasia, Romance, Aventura, Drama, Economia.
-Público Alvo: Seinen.

O final que faz Spice and Wolf ser o que é

Yo! E aí jovens, aqui é o Lucas e trago mais uma resenha completa pra vocês! Voltamos hoje com a 2ª temporada de SPICE AND WOLF!

Sim jovens, Spice and Wolf está de volta e nesta 2ª temporada vamos ver o seu lado mais piegas talvez, lembram daquela coisa, aquela sensação que o anime deixava, uma saudade meio brisada? Sim, é isto o que vamos ver aqui, porque diachos Spice and Wolf tem uma magia tão forte mesmo não parecendo – ou até não sendo – um anime tão espetacular assim?

Atenção! Contém um Spoiler no final do texto, veja por sua conta e risco, sussa?

 photo spice-and-wolf-ii-anime12_zpsd4715bd5.jpg

O enredo continua seguindo praticamente a merma coisa da 1ª temporada. Sim, a receita de bolo continua a mesma, existem ainda os mini-arcos, os momentos-chave e também uma série de outros assuntos e temas que vão se amarrando e construindo um tema maior, todos eles centrados é claro nos dois protagonistas da série, Lawrence e Horo.

 photo spice-wolf2-11-03_zps19c4b3ae.jpg

A narrativa continua a mesma também, as mesmas características, mas algumas coisinhas, detalhes mesmo mudam, mudando o rumo da história de Spice and Wolf. O drama está muito mais presente aqui do que na temporada anterior, e mais do que isso, os sinais de romance anteriores agora não são mais só sinais, são fatos, são momentos, são demonstrações de afeto e amor, e isso jovens finalmente, de uma vez por todas vai te deixar com o coração na mão não interessa o seu nível de testosterona.

 photo Spice-and-wolf-ii-8_zpsf60705ed.jpg

A profundidade dos personagens no geral aumenta, outros que mal apareciam na temporada anterior agora têm mais destaque. Mas é claro, daquele jeito Spice and Wolf de apresentar personagens, eles vão e vem, mas nenhum deles fica pra valer ou por muito tempo a ponto de marcar muita presença. São no geral todos bastante passageiros  até pelo jeito de contar a história, em forma de jornadas passageiras dentro de uma aventura maior.

 photo spice-wolf-06-061_zps1c80d375.jpg

Alguns, como a bruxa “Deanna” e os amigos de Lawrence são bem legais cara, eu curti os momentos de pessoas comuns que o anime tem, e como é um cotidiano é muito maneiro você ver coisas do dia a dia acontecendo com as quais você se identifica fácil. A questão é que isso não é bem o suficiente pra você gostar.

 photo spice-and-wolf-ii-2_zps7a605016.jpg

Os diálogos econômicos gigantescos continuam aos montes, cansam ainda, mas a primeira temporada é quase como um preparatório, uma massagem pra te deixar no jeito e agüentar a avalanche de lógica, créditos, débitos, parcelas, mercado e outros zilhões de termos de economia. Mas fiquem de boa, fora isso o anime continua sendo bastante compreensível e é capaz de você já conseguir entender melhor do que antes como funciona por exemplo, a lei da oferta e da procura. “Ah mas um anime não serve pra ensinar essas coisas, se eu quisesse eu faria um curso!” É, eu entendo, eu senti a mesma coisa, mas né? Eu assisti pra fazer a resenha e mais do que isso, eu queria muito saber onde esta budega iria parar.

 photo spice_and_wolf_ii_wolf_girl_40297_zpsbd49f575.jpg

Spice and Wolf nunca foi muito bom em criar momentos espetaculares, na verdade jovens esta é tanto uma qualidade quanto uma falha que molda toda a personalidade do anime. A 2ª temporada é ainda mais fraca do que a primeira quando se fala em momentos épicos, mas em momentos dramáticos é muito intensa, os pequenos momentos entre Lawrence e Horo, suas brigas, seus desejos, conflitos e confidências são minúsculos se comparados às cenas fortes de ação de antes, mas elas se tornam tão significativas e prendem tanto quem assiste que aquilo se torna estupidamente envolvente, na boa você vai se ver torcendo por eles muito fácil.

 photo Ookami001_zpsf63c9147.jpg

A trilha sonora continua incrível, simplesmente impressionante e o design continua exatamente como antes, simples mesmo.

No geral a temática continua a mesma jovens, nada muda muito mas tudo o que já tínhamos visto antes torne-se um pouquinho mais intenso, mas a emoção sim sobe lá em cima. Sério cara, talvez seja até por ser uma coisa gradual, aos poucos que a gente vê a emoção aumentando e aumentando, e acontece o que todos esperavam (ou quase isso..): O FINAL. Vamos aos finalmentes jovens!

 photo 152205-Gestalt1987_zpsc227628a.jpg

O clímax do anime é bastante simples, ele é forte especialmente para Lawrence e Horo. Tudo é disparado por uma dívida, e esta dívida é a fonte de tudo o que acontece depois, pelo menos tem uma boa lógica de causa e consequência nessa partezinha aí, no resto nem tanto. Problemas não só com dinheiro mas também com confiança, relacionamentos e amor são muito fortes e cada pequeno momento é bem impactante eu diria. Gostei bastante disso, desde o começo Spice and Wolf tinha esse jeito de fazer as coisas, sem exageros e se apegando mais a coisas simples da vida, lembranças, emoções, tudo feito pra ser divertido e minimamente interessante. Eis aí que entra o bendito desfecho.

 photo spice-and-wolf-spice-and-wolf-8190520-852-480_zpsa31eb4d9.jpg

O final do anime é sem dúvida alguma o ponto mais polêmico da história de Spice and Wolf. Você literalmente vai correr o risco de ficar sem palavras, e você nem vai saber em que sentido isso é. Pessoalmente eu fiquei em choque, um misto de muita raiva e muita saudade do anime.

É raro um anime ainda mais deste tipo ser tão capaz de acertar em cheio o que as pessoas sentem e pensam, tão naturalmente e de maneira tão pessoal, por isso eu curti muito o anime, mas os minutos finais são simplesmente emputecedores, e isso por mais de uma razão.

 photo spice-wolf2-08-04_zps12e48e61.jpg

A sensação de saudade é indescritível. [ATENÇÃO- COMEÇO DE SPOILER]. Por  mais “viadági” que isso pareça o anime te faz a sacanagem fudida de não fechar o relacionamento dos protagonistas cara, e isso te frustra monstruosamente [FINAL DE SPOILER]. É tipo o final de novela que a sua mãe fica esperando mas ela diz que odiou e gostou ao mesmo tempo.

 photo lawrenceandhoro_zpscc8bb948.jpg

É exatamente assim, e Spice and Wolf apesar de todos os pesares, de seus defeitos, alguns personagens que nem sempre precisariam existir e seu problema de criar momentos épicos condicionam você a esperar uma coisa, e esta coisa é quase sempre superada pelo que o anime faz.

 photo vlcsnap-186524_zpsb022ee2d.jpg

Enfim jovens, é um anime “bonito” de se assistir, muito leve, muito de boa e que tem uma porrada de conflitos e tretas de relacionamentos. Pode-se dizer que Spice and Wolf é um ótimo romance cotidiano com um plano de fundo de fantasia e uns pitacos chatos de economia. Apesar de tudo, pelo menos, foi um dos que fez isso do melhor jeito possível que vi até hoje. Recomendo pra quem curte um romance, uma aventurazinha e uma fantasia, tem coisa chata e irritante? Sim, tem, mas vale sim muito a pena dar uma boa olhada.

Só aqui, no Blog RM!

Grande Abraço!

Lucas M. Rodrigues, LMR, Co-Fundador e ficou megafodamente surpreso com Spice and Wolf.

-Opening(Abertura): Mitsu no Yoake (Versão Anime) – Arai Akino:

 

-Ending (Encerramento): Perfect World (Versão Anime): Rocky Chack:

 

Equipe da Publicação:

Autoria: Lucas M. Rodrigues.
Direção: Lucas M. Rodrigues.
Edição: Jeferson Capizani.
Revisão: Carlos A. Oyama.
Tradução: Julio I. Arrivabene.
Roteiro: Lucas M. Rodrigues
Diagramação: Jeferson Capizani.
Redação: Lucas M. Rodrigues e Jeferson Capizani.
Produção: Lucas M. Rodrigues, Carlos A. Oyama e Jeferson Capizani.
Publicidade: Daniela Duarte.
Colaboração: Julio I. Arrivabene.

Leave a Reply