No ar! Resenha RM#21 - Black Lagoon OVAs!

Resenha RM#21 – Black Lagoon OVAs

RESENHA MORTIFERA!

Black Lagoon Roberta’s Blood Trail

(Burekku Ragun Roberta’s Blood Trail – OVAs)

 photo NoarResenhaRM21-BlackLagoonOVAs_zps8bf41264.jpg

-Autor: Rei Hiroe.
-Diretor: Sunao Katabuchi.
-Editora Original: Shogakukan.
-Editora Brasileira: Panini Comics.
-Estúdio: Madhouse.
-Exibição Original: 17 de Julho de 2010 – 22 de Junho de 2011.
-Exibição Brasileira: Não exibido no Brasil.
-Emissora Original: MBS, TBS, Chiba Tv, Tv Saitama.
-Emissora Brasileira: Não tem.
-Temporadas: OVAs.
-Arcos Abordados: OVAs.
-Episódios: 5.
-Duração: 30 Minutos.
-Gênero: Ação, Aventura.
-Público Alvo: Seinen.

E aí jovens, de boa? Aqui é o LMR e mais uma vez vou trazer pra vocês um dos animes mais casca grossa do RM, fiquem hoje jovens, com o retorno da empregada mais robocópica de todos os tempos, que usa mala metralhadora e uma calibre 12 no guarda-chuva! Hoje é dia de BLACK LAGOON ROBERTA’S BLOOD TRAIL!!!
 photo tastymelon-black-lagoon-ova-robertas-blood-trail-05-bd1080p27c1b65e-mkv_snapshot_18-14_2012-01-10_11-18-32_zps59562442.jpg

É jovens, pra finalizar a nossa saga de Black Lagoon decidi trazer estes OVAs, são 5 ao todo e eles abordam digamos assim, uma história paralela à que ocorre nas temporadas passadas de Black Lagoon. Como o título mesmo diz, vamos seguir os passos, a trilha de sangue da nossa emprega favorita, a caçadora Roberta.

 photo blacklagoon304-05_zps4096c44d.jpg

O enredo, jovens, foi difícil de analisar. Basicamente podemos dizer que o enredo está filhadaputamente mais impactante, mas continua simples, linear e fácil de entender. Como ele aborda uma história paralela, vez outra podemos ver alguma pontinha do que aconteceu nas temporadas passadas e até chegar onde Black Lagoon nunca havia chegado ainda, com flashbacks que mostram claramente o que aconteceu com Roberta e a família de Garcia. A narrativa ficou muito mais dinâmica, mais rápida e tentou aproveitar o máximo que conseguiu de cada momento, até porquê são só 5 episódios.

 photo sbloodtrailova05endbdri_zps0547e1b7.jpg

Na boa, deu certíssimo. A potência dos episódios aumentou muito, as cenas de ação ficaram ainda mais animais, mais insanas e é porrada, tiroteio e mais sangue ainda pra todo canto. Antes eu havia dito que isso tinha prejudicado um pouco Black Lagoon, mas jovens, agora é diferente.

 photo 433885-untitled_3_zps43b0c502.jpg

A sensação que eu tive foi de que aquele ritmo era o ideal pro anime, os personagens, a Revy, o Rock e outros que entraram ganharam um carisma inacreditável, seus passados, problemas, angústias e sofrimentos voltam com força, e isso tudo fica surpreendentemente bem amarradinho pra meia temporada de anime. As ações dos personagens também ganham força, conseguimos entender as suas razões e emoções, e por isso a gente consegue se ligar muito mais neles. Ponto megafoda positivo pra Black Lagoon.

 photo rbt_620_1-620x_zps5b9cae0f.jpg

Em termos de animação e design, cara, deu pra notar uma boa diferença das temporadas passadas sim, ficou mais bonito, mais nítido e isso serviu bem pra mostrar não só a jorradeira de sangue mas também os momentos mais épicos e emocionantes. A minha única reclamação é quanto à música de abertura que continua a mesma outra vez, remixada e talz, mas é a mesma música, cara.

 photo 8591_5_zps21a04ec3.jpg

O encerramento ficou melhor, com uma música que data de mil novecentos e bolinha, uma grandiosa música que com certeza você já ouviu pelo menos uma vez na sua vida, a marchinha de guerra americana (nesse caso é bom dizer que mesmo que não tenha combinado tão bem assim pro anime, a música é realmente foda).

 photo BlackLagoonOVA-Roberta27sBloodTrail_3_3_zps345e8645.jpg

Vamos às diferenças. Black Lagoon Roberta’s Blood Trail é imensamente forte, impactante e amarrado, mas existem razões pra este OVAs terem o nome da Roberta. Roberta, a caçadora, é uma personagem que apareceu na primeira temporada e sumiu na segunda. Tenho certeza que muita, muuita gente ficou putaça com isso, já que a personagem tinha um carisma imenso.

 photo black_lagoon_roberta_blood_trail_ova5_004-614x347_zpse46cd5d4.jpg

E sim, fizeram 5 episódios só pra ela, e isso pode trazer uma sensação um pouco desconfortável: As vezes parece uma punhetação da Roberta. Sacaram? É como se ficassem martelando toda hora, isso pode irritar um pouco mas garanto que isso foi necessário pra tentar fazer algo melhor do que a 2ª temporada.

 photo tumblr_mxzb747c4f1r9swico1_500_zps0b2e2819.jpg

No fim deu certo, o clímax é impressionante jovens, as coisas finalmente chegam num ponto foda, culminante, em que a polha toda explode e traz de volta um dos maiores, se não o maior trunfo de Black Lagoon, o desenvolvimento dos personagens. É muito bom ver isso outra vez, por mais que algumas coisinhas pareçam fora do eixo, Black Lagoon volta a ter a atmosfera de antes.

O desfecho finalmente, realmente “fecha”, e por mais que Black Lagoon não tenha uma história única que seja abordada em todas as temporadas, conseguiu se focar muito mais, com muito mais intensidade, trouxe de volta grandes personagens e colocou no final um drama épico, finalmente trazendo uma conclusão.

 photo tumblr_mxzb747c4f1r9swico1_500_zps0b2e2819.jpg

Eu posso dizer com todas as letras que Roberta’s Blood Trail poderia ter dado uma 2ª temporada muito melhor. Mas digo também, os acontecimentos passados ficaram lá, não foram abordados nestes OVAs, mas com certeza se tivessem trazido coisas de trás teria tornado tudo mais chato.

Então jovens, fica aí o veredito, Black Lagoon Roberta’s Blood Trail é uma coletânea megafoda de OVAs, recomendo muito pra quem curtiu as temporadas anteriores, e ainda mais pra quem queria ver alguma coisa a mais e não viu, muita porrada da boa e acima de qualquer outra coisa, muito BLACK LAGOON!

Só aqui, no Blog RM!

Lucas M. Rodrigues, LMR, Co-Fundador e a Roberta voltou 0/

Grande Abraço procêis!

-Opening 1 (Abertura): Red Fraction (Versão Anime) – Mell:

-2ª Ending (Encerramento): Comes Marching Home (Versão Anime) – United States Military Academy Band (ou Glenn Miller):

Assinatura de Autoria/ Alcunha: Lucas M. Rodrigues/LMR.

24 de Maio de 2014, São Paulo, SP.

Equipe da Publicação:

Autoria: Lucas M. Rodrigues.
Direção: Lucas M. Rodrigues.
Edição: Jeferson Capizani.
Revisão: Carlos A. Oyama.
Tradução: Julio I. Arrivabene.
Roteiro: Lucas M. Rodrigues
Diagramação: Jeferson Capizani.
Redação: Lucas M. Rodrigues e Jeferson Capizani.
Produção: Lucas M. Rodrigues, Carlos A. Oyama e Jeferson Capizani.
Publicidade: Daniela Duarte.
Colaboração: Julio I. Arrivabene.

2 thoughts on “Resenha RM#21 – Black Lagoon OVAs”

  1. Roberta é a personagem mais badass de BL. Aquela cena que ela quebra a faca da outra com os dentes foi de meter medo. rs

    O curioso é que no mangá ela termina a história totalmente ilesa, e não toda detonada como no anime.

    No mais boa resenha, abrçs.

    1. Valeu Jovem 0/

      Orra, a Roberta é casca grossa huahua. A cena da faca foi a mais absurdamente badass de todo o Black Lagoon, mais até do que o Yakuza cortando a bala com a espada na 2ª temporada.

      Continue nos acompanhando 0/

      Abraço Ric!

Leave a Reply