Resenha RM#7 Higurashi no Naku Koro ni!

Resenha RM#7 – Higurashi no Naku Koro ni! (Atenção! +18)

RESENHA MORTIFERA!

HIGURASHI NO NAKU KORO NI!

(Higurashi no Naku Koro ni – Anime 1ª Temporada – Quando as cigarras choram)

Resenha RM#7 Higurashi no Naku Koro ni!

-Autor:Ryukishi07.
-Diretor:Chiaki Kon.
-Editora Original: Square Enix e Kadokawa Shoten.
-Editora Brasileira: Não tem.
-Estúdio:Estúdio Deen.
-Exibição Original: 4 de Abril de 2006 – 26 de Setembro de 2006.
-Exibição Brasileira: Não exibido no Brasil.
-Emissora Original: Chiba Tv, Tokai Tv, Kansai Tv.
-Emissora Brasileira: Não tem.
-Temporadas: 2 Temporadas mais 10 OVAs e 2 Live Actions.
-Arcos Abordados: 1ª Temporada.
-Episódios: 26.
-Duração: 24 Minutos.
-Gênero: Terror, Suspense, Sobrenatural, Vida Escolar.
-Público Alvo: Seinen.

nipaa

Aehoo! Yo jovens, tranquilos? Aqui é o Lucas, e hoje é dia resenha completaça pra vocês. Trazendo das profundezas do Gore, lhes trago um dos mais malucos, confusos e brisadamente violentos animes que já passaram pelo RM. Hoje jovens mancebos deste mundo nérdico otakístico, é dia de HIGURASHI NO NAKU KORO NI 1ª TEMPORADA no RM!

 

Não é fácil falar de Higurashi. Higurashi é um daqueles animes que você tem que pensar duas vezes antes de assistir, e isso por duas razões: Primeira, não ficar completamente perdido, e segunda, pra não ficar irritado ou mesmo até jovens, totalmente chocado. Então, o que esperar de Higurashi No Naku Koro Ni? O que dizer do anime? O que esta 1ª Temporada tem de interessante, bizarro e gore? Confiram ae jovens, RESENHA COMPLETA PRA VOCÊS!

66cf38ab9f7480_full

Começamos conhecendo o nosso protagonista, Meabara Keiichi, ou Keiichi-Kun, se preferirem. Ele é um adolescente que se mudou de sua antiga cidade para a vila de Hinamizawa, uma pequena vila campestre com um longo passado e cheio de tradições obscuras. Lá, ele entra na nova escola e conhece Rena, Rika, Satoko e Mion, que se tornam suas amigas. É aí jovens, que a coisa começa a pegar fogo. Keichii começa a ver e ouvir coisas muito estranhas, e começa a imaginar que suas amigas estão conspirando para assassiná-lo.

 

2654640x640x80

Higurashi No Naku Koro Ni é um anime confuso, isso já define boa parte dele. Pra quem nunca viu, Higurashi é dividido em pequenos arcos, cada um contando uma história diferente. Como é um anime de mistério e suspense na maioria das vezes, os arcos são divididos em arcos de “Perguntas”, onde os problemas são expostos e as tretas mortais acontecem, e os arcos de “Respostas”, onde as explicações meia boca são mostradas. O enredo é completamente recortado, dividido mesmo, e você tem que ser um ninja se quiser ver alguma linearidade neles.

a5df7dd6232d10_full

Além de serem muito divididos, as respostas para os mistérios acontecem sempre muito tempo depois de serem mostrados TODOS os problemas dos arcos de perguntas. Jovens, se vocês não tiverem um senso Sherlock Holmes muito foderosamente robocópico pra relacionar uma coisa com a outra vocês vão panguar demais, pirar na batatinha, boiar, o que vocês preferirem.

higurashi_no_naku_koro_ni-1335

Isso acontece também com a narrativa, a trama e com tudo. Higurashi não facilita em nada no entendimento das coisas, e mesmo que se justifique que é um anime de mistério e ele quer que você descubra as coisas sozinho, não faria o menor sentido fazer arcos de respostas né?

 

É impossível a primeira vista perceber qualquer intenção do anime. Como tudo fica escalafodeticamente confuso, você não tem a menor ideia do que está acontecendo, muito menos de qual seria a ideia por trás daquilo tudo, se é que ela existe. Mas apesar dos pesares, existe uma coisa que vale muito a pena, e que caracteriza totalmente Higurashi No Naku Koro Ni, a violência. Sim jovens, Higurashi é um anime violento, mas não comparem com o imperador dos seinens, Berserk, no, é diferente.

higurashi-arc-2

Berserk já tem um universo cruel, Higurashi é o nosso mundo comum, mas que mostra que a natureza humana ainda pode ser perversa, cruel, mórbida e profundamente insana. Aliás, “insanidade” é a única coisa que está presente em todos os arcos do anime, e parece ser a temática mais recorrente. Os personagens são inicialmente muito simples mas eles desenvolvem de uma forma muito interessante, e os melhores momentos são justamente de loucura total, é nisso que Higurashi brilha, e onde o gore domina a cena completamente.

59618

A animação é ok vai, não tem nada de tão magnífica, mas funciona bem, sem trancos, sem muitos problemas, o único mesmo que pode irritar um pouco é a falta de ritmo dos movimentos dos personagens com as falas, ficam meio escroto, mas acontece só algumas poucas vezes. O traço é simples, limpo eu diria, mas tem problemas de proporção que eu acho que foram até de propósito (cabeças xicantes cara…).  A Trilha Sonora é marcante mais pela Opening, a música de fundo não é tão impactante, e perde muita potência por causa da repetitividade absurda do anime.

satoko[2]

Esta 1ª temporada de Higurashi  pra ser sincero com vocês jovens, é um tapa na cara, um soco no estômago, uma risada sarcástica daquela pessoa que você gosta, tamanha é a zuera que ela traz. Ah, se você ficou confuso com o que eu falei lá em cima, de repetição, de arcos diferentes e talz, sabem o que mais irrita em Higurashi? Atenção jovens, daqui pra frente é um [SPOILERZÃO, leiam por sua conta e risco, o Spoiler acaba no “[FIM DO SPOILER]” ], os personagens, a cada arco que passam, morrem. “Oshe, comássim Lucas?” É Jóvis, aquele protagonista lá do começo, o Keichii, só ele morre pelo menos umas 4 vezes durante o anime.

takano-gun

E não, ele não é o Goku não, isso é, ele morre e ressuscita e cada arco, e não só ele claro [FIM DO SPOILER]. Uma curiosidade de Higurashi é que ele veio direto de um game do estilo Visual Novel de mistério, que também saiu em pequenos arcos, esta é a razão deste escrotínio todo de ressuscitação. É como um respaw foda, ou um monte de restart games muito bizarros. Uma dica, se forem ver Higurashi como um anime sério, vocês vão quebrar a cara não só uma, mas várias e várias vezes, mas se forem assistir pra ver a maravilhosamente bem expressada loucura e insanidade humanas, e assistir a cada uma das mortes bizarras e grotescas que acontecem, você vai terminar e ver que valeu realmente a pena assistir um bom anime “B”. Se você assistir e sentir falta de explicações convincentes, seja a 2ª temporada!

Até a 2ª Temporada jovens!

Espero que tenham gostado da resenha, e não esqueçam dos 3 Cs, curtam, comentem e compartilhem!

Aguardem a 2ª temporada jovens mancebos nérdicos deste mundo otakístico!!

Grande Abraço procêis!

-Opening (Abertura): Expansion (Versão Anime) – 07/07Th:

-Ending (Encerramento): Why, or Why Not (Versão Anime) – Katakiri Rikka:

Assinatura de Autoria/ Alcunha: Lucas M. Rodrigues/LMR.

16 de Março de 2014, São Paulo, SP.

Equipe da Publicação:

Autoria: Lucas M. Rodrigues.
Direção: Lucas M. Rodrigues.
Edição: Jefferson Capizani.
Revisão: Carlos A. Oyama.
Tradução: Julio I. Arrivabene.
Roteiro: Lucas M. Rodrigues
Diagramação: Jefferson Capizani.
Redação: Lucas M. Rodrigues e Jefferson Capizani.
Produção: Lucas M. Rodrigues, Carlos A. Oyama e Jefferson Capizani.
Publicidade: Daniela Duarte.
Colaboração: Julio I. Arrivabene.

 

Leave a Reply