ANÁLISE DE TRILHAS SONORAS – REDLINE

RESENHA MORTÍFERA

Redline

Redline

FICHA TÉCNICA DA SÉRIE:

-Autor: Katsuhito Ishii e Takeshi Koike.
-Diretor: Katsuhito Ishii e Takeshi Koike.
-Estúdio: Madhouse.
-Exibição: 9 de Outubro de 2010
-Exibição Brasileira: Não exibido no Brasil.
-Distribuição:Tohokushinsha Films.
-Duração: 102 Minutos.
-Gênero: Corrida, Aventura, Ficção Científica, Ação.
-Público Alvo: Shonen.

224646-redline_hd03

 

Preparem seus motores!

Redline é um filme animado sobre corridas, possui um design com sombras contrastantes e uma trilha sonora envolvente a sua própria maneira. Redline é um filme que conta a história de corredores que mesmo em uma época onde as rodas não são mais úteis em veículos, ainda há os que desafiam e são desafiados por corridas onde bons motores e rodas marcam presença.

redline-anime-characters

 

Oh yeah yeah yeah yeah!

Redline possui músicas com boas batidas e um ritmo progressivo que consegue acentuar o momento de cada cena, o design é bem interessante e ajuda a dar seu peso naquele instante de tensão da corrida. Redline usa muitas cores escuras dando uma ambientação interessante para a animação, a música tema de encerramento tem um tom bem idealista combinando com o fim do filme.

redline 1

 

Redline segue uma linha menos realista e mais ficcional quando o assunto é o tema do filme, com alto teor de ficção científica o centro de toda a ação acaba por ser a corrida apesar do potencial oculto nas forças armadas de roboworld. O romance também tem sua presença em Redline, mas assume um papel mais secundário.

redline_review_5

 

Redline possui uma trilha sonora interessante, um bom design, as músicas criam uma boa identidade, não é o filme perfeito, mas consegue ser razoável, possui um ritmo bom e não chega a ser lento.

-Música Tema : Redline (Versão Full) – James Shimoji:

Carlos Akihito Oyama / CROW
5 de março de 2014, SP, São Paulo

 

Equipe da publicação:

Autoria: Carlos Akihito Oyama..
Direção: Lucas M. Rodrigues.
Edição: Jeferson Capizani.
Revisão:Lucas Moraes Rodrigues.
Tradução: Julio I. Arrivabene.
Roteiro: Lucas M. Rodrigues
Diagramação: Jeferson Capizani.
Redação: Lucas M. Rodrigues e Jeferson Capizani.
Produção: Carlos Akihito Oyama.
Publicidade: Jefferson Santos.
Colaboração: Julio I. Arrivabene.