ANÁLISE DE TRILHAS SONORAS – A VIAGEM DE CHIHIRO

RESENHA MORTÍFERA!

A Viagem de Chihiro

10458

FICHA TÉCNICA DA SÉRIE:

-Autor:Hayo Miyazaki.
-Diretor: Hayo Miyazaki.
-Editora Original:SEM.
-Editora Brasileira: SEM.
-Estúdio: Ghibli.
-Exibição Original: 20 de Julho de 2001.
-Exibição Brasileira: 2002.
-Emissora Original: SEM.
-Emissora Brasileira: SEM.
-Duração: 124 Minutos.
-Gênero: Aventura, Fantasia.
-Público Alvo: Todos

O mérito desvendado

caviagemdechihirotexto

A Viagem de Chihiro certamente chama a atenção, tanto pela sua exibição no Brasil, quanto pelos seus prêmios, o urso de ouro de Berlim e o Oscar de melhor animação não foram por acaso, a trilha sonora de A Viagem de Chihiro certamente chama a atenção, ela dita o ritmo da cena, transmite a tensão e a emoção que sentimos quando cada movimentação é executada, é como eu digo jovens, fodice é foda.

2j64hue

 

Nas várias cenas em que Haku aparece na sua forma de dragão, muitas vezes foram utilizadas referências como cobras, cachorros, ou até mesmo enguias.

Esta animação possui cores mais claras, afinal também pode ser direcionada a um público mais jovem, certamente é alvo da nostalgia de muitas pessoas. A música tema possui uma letra idealista, ela consegue ter uma carga emocional muito presente, possui também um ritmo bem leve. A Viagem de Chihiro faz uso de muitos instrumentos clássicos, inclusive de música orquestrada de boa qualidade, estes fatores fazem um verdadeiro espetáculo musical nesta animação.

A viagem de chihiro 2

 

Praticamente toda a animação de A Viagem de Chihiro foi desenhada.

Um dos pontos mais interessantes em a Viagem de Chihiro é o realismo dos comportamentos da protagonista, isso possui um bom motivo, vários personagens criados por Hayao Miyazaki possuem modelos, Chihiro é a representação da filha de um amigo seu. O próprio cenário do filme foi inspirado em um museu perto do estúdio que possui diversas construções do período Edo até Showa.

Museu

 

Este museu fica perto do estúdio onde Hayao Miyazaki trabalha, sendo frequentes as suas visitas.

Passado as curiosidades e retornando as trilhas sonoras, A viagem de chihiro é um dos filmes de animação mais musicalmente bem feitos que eu já vi até este momento. Muitos sentem uma boa nostalgia da animação, afinal este filme já percorreu os cinemas brasileiros e a música tema sem dúvida concretiza a essência da carga emocional que temos em A Viagem de Chihiro.

studio_ghibli_wallpaper_hi_rez_by_jdmarkette

 

Segue a letra e a tradução da música tema “Itsumo Nando Demo”

Itsumo Nando Demo

Yondeiru mune no dokoka oku de
Itsumo kokoro odoru yume o mitai.
Kanashimi wa kazoe kirenai keredo
Sono mukou de kitto anata ni aeru.
Kurikaesu ayamachi no sonotabi hito wa
Tada aoi sora no aosa o shiru.
Hateshinaku michi wa tsuzuite mieru keredo
Kono ryoute wa hikari o idakeru.

Sayonara no toki mo shizukana mune
Zero ni naru karada ga mimi o sumaseru.
Ikiteiru fushigi shindeyuku fushigi
Hana mo kaze mo machi mo minna onaji.
La la la la la la…

Yondeiru mune no dokoka oku de
Itsumo nandodemo yume o egakou.
Kanashimi no kazu o itsukusuyori
Onaji kuchibiru de sotto utaou.
Tojiteyuku omoi de mo sono naka ni
Itsumo wasuretakunai sasayaki o kiku.
Konagona ni kudakareta ka ga mi no ue ni mo
Atarashii keshiki ga utsusareru.

Hajimari no asa no shizukana mado
Zero ni naru karada mitasareteyuke.
Umi no kanatani wa mou sagasanai
Kagayakumono wa itsumo koko ni,
Watashi no naka ni mitsukerareta kara.
La la la la la la…

Tradução

Sempre Comigo

Em algum lugar, uma voz chama do fundo do meu coração
Que eu possa sempre sonhar os sonhos que tocam meu coração
Tantas lágrimas de tristeza, incontáveis lágrimas rolaram
Mas sei que do outro lado encontrarei você
Toda vez que caímos no chão, olhamos para o céu lá no alto
E acordamos para a sua imensidão azul, como se fosse a primeira vez
Como o caminho é longo e solitário e não enxergamos o fim
Posso abraçar a luz com meus dois braços

Quando digo adeus, meu coração pára, com ternura eu sinto
Que meu corpo silencioso passa a ouvir o que é real
O milagre da vida, O milagre da morte
O vento, a cidade, as flores, todos nós dançamos em união
La la la la la la…

Em algum lugar uma voz chama, do fundo do meu coração
Continue sonhando seus sonhos, nunca os deixe morrer
Por que falar de sua melancolia ou dos tristes pesares da vida?
Deixe seus lábios cantarem uma linda canção para você
Não esqueceremos a voz sussurrante, em cada lembrança ela ficará
Para sempre, para guiar você
Quando um espelho se quebra, estilhaços se espalham pelo chão
Lampejos de uma vida nova refletem-se por toda parte

Janela de um recomeço, silêncio, nova luz da aurora
Deixe que meu corpo vazio e silente seja preenchido e nasça outra vez,
Não é preciso procurar lá fora nem velejar através do mar
Porque brilha aqui dentro de mim, está bem aqui dentro de mim
Encontrei uma luz que está sempre comigo
La la la la la la…

-Música Tema : Itsumo Nando Demo (Versão Full) 

Carlos Akihito Oyama / CROW
26 de fevereiro de 2014, SP, São Paulo

 

Equipe da publicação:

Autoria: Carlos Akihito Oyama..
Direção: Lucas M. Rodrigues.
Edição: Jeferson Capizani.
Revisão:Lucas Moraes Rodrigues.
Tradução: Julio I. Arrivabene.
Roteiro: Lucas M. Rodrigues
Diagramação: Jeferson Capizani.
Redação: Lucas M. Rodrigues e Jeferson Capizani.
Produção: Carlos Akihito Oyama.
Publicidade: Jefferson Santos.
Colaboração: Julio I. Arrivabene.

Prévia RM #4 – A Viagem de Chihiro!

RESENHA MORTIFERA!

A VIAGEM DE CHIHIRO!

(Sem To Chihiro No Kamikakushi– Filme)

 Prévia RM #4 - A Viagem de Chihiro I EDITADO

FICHA TÉCNICA DA SÉRIE:

-Autor:Hayo Miyazaki.
-Diretor: Hayo Miyazaki.
-Editora Original:SEM.
-Editora Brasileira: SEM.
-Estúdio: Ghibli.
-Exibição Original: 20 de Julho de 2001.
-Exibição Brasileira: 2002.
-Emissora Original: SEM.
-Emissora Brasileira: SEM.
-Duração: 124 Minutos.
-Gênero: Aventura, Fantasia.
-Público Alvo: Todos

Prévia A Viagem de Chihiro III EDITADO

Um filme “de crianças”?

Como você lida com as dificuldades? 

                E aí jovens mancebos, de boa? Aqui é o Lucas, sim, e depois de uma semana da série Ao No Exorcist, trago pra vocês um anime no mínimo, curioso, confiram hoje no RM um dos maiores filmes animados de todos os tempos, A VIAGEM DE CHIHIRO!!!

Continue reading

Resenha Berserk - Wallpaper II

Resenha RM#3 – BERSERK!

BERSERK!

(Berusekuru– Anime

Berserk)

Resenha Berserk - Wallpaper I

FICHA TÉCNICA DA SÉRIE: -Autor: Naohito Takahashi. -Diretor: Naohito Takahashi. -Editora Original: Hakushensha. -Editora Brasileira: Panini. -Estúdio: OLM. -Exibição Original: 7 de Outubro de 1997 – 31 de Março de 1998. -Exibição Brasileira: Não exibido no Brasil. -Emissora Original: Nippon Television. -Emissora Brasileira: Não tem. -Temporadas: 1 Temporada -Arcos Abordados: Era de Ouro. -Episódios: 25 -Duração: 24 Minutos. -Gênero: Guerra, Ação, Terror. -Público Alvo: Seinen. Resenha Berserk - Wallpaper II

Berserk

 A Vontade pode superar o Destino?

E aí jovens, beleuza? Aqui é o Lucas do Resenha Mortífera, e trago pra vocês hoje cambada, um anime que me despertou expectativas imensas por ser baseado numa das obras mais megafodas de daora de todos os tempos, é com um puta orgulho que trago a vocês mancebada, o anime de BERSERK!!! Cara, eu brisei demais pra assistir esse anime, como sempre li o mangá e ouvi falar mal dos filmes em computação gráfica que fizemos mais recentemente, fiquei muito curioso pra ver o anime, mais antigo. Então jovens, o que podemos esperar de um anime de Berserk? É realmente um anime foderoso por si mesmo, ou vive a sombra do mangá? Bora conferir? Resenha Berserk III EDITADOResenha Berserk I EDITADO

A começar por uma sinopse bem por cima. Berserk nos conta a história de Gatts, um garoto amaldiçoado desde que nasceu, crescendo em meio a mercenários num mundo cruel e sem piedade. Um dia, já mais maduro, ele desafia um grande líder de mercenários, Griffith para um duelo, valendo o destino sobre sua vida. Derrotado, Gatts entra para o Bando do Falcão, um grupo de mercenários com um senso de lealdade inabalável liderado pelo próprio Griffith. Porém, Gatts descobre algo estranho em nele: Além de sua vontade férrea em conseguir realizar seu sonho, Griffith carrega um estranho colar, chamado de Behelit, o Ovo do Imperador, e reza a lenda que quem sacrificar sua carne e sangue, poderá com ele, conquistar o mundo inteiro! Resenha Berserk - IV EDITADO O que dizer? A começar pelo Enredo jovens, Berserk é incrível. Sua história começa relativamente simples, com o nascimento e Gatts (quer dizer, nada simples…o cara nasceu numa poça de sangue, merda e lama, saca?..)valendo-se principalmente pelo peso dos momentos de clímax, mas vai ficando cada vez mais complexa e interessante no decorrer do tempo. O peso do enredo aumenta gradualmente, ao mesmo tempo em que consegue usar todo o potencial dos personagens e marcar um desenvolvimento de história extremamente instigante, que sempre puxa  o expectador pra continuar. A Narrativa é bem diferente, e interessantíssima. Ela é não-linear, ou seja, ela vai e volta na cronologia dos acontecimentos, mostrando não só por Flashbacks, mas por alguns rápidos retornos mesmo, na vida dos personagens. Resenha Berserk V EDITADOResenha Berserk IX EDITADO Além disso, tem uma coisinha curiosa: Gatts é o protagonista porque é a partir da visão dele que tudo é contado, mas quem realmente faz a bagaça toda acontecer é Griffith, o personagem coadjuvante. Aliás, os personagens de Berserk são simplesmente impressionantes. São profundos, tem uma personalidade muito forte, são facilmente reconhecíveis e o melhor de tudo, fazem incrivelmente bem uma trama que  trata, acima de tudo, da ambição, da moral e do desespero humanos. Puxando um pouquinho disso tudo, a Temática do Anime foi uma das coisas mais fodas que eu já vi num anime. A intro de cada episódios começar com uma rápida discussão sobre o destino. Você aí que está lendo, acredita em destino? Ou você é como dizia John Connor, de Exterminador do Futuro “Não há destino se não o fazemos”? Resenha Berserk VII EDITADO Berserk trata de três coisas que se combinam da maneira mais fodastica e magistral possível, usando o destino criado por Deus como uma maldição que não deixa as pessoas fazerem as próprias escolhas. Por isso mesmo, Griffith, um dos maiores personagens de todos os tempos, contrasta tanto com Gatts, outro foderoso personagem. Ambos são lados opostos da mesma moeda, enquanto Gatts é vítima do destino, sofre, e apenas “vive para sobreviver”, Griffith é o grande homem que quer criar o seu próprio destino, que quer “viver para conquistar”, ele quer ser..o seu próprio Deus! E isso jovens, se combina de maneira tão orgásmica com o desenrolar da história, que você não vai agüentar e vai dizer pelo menos 1 vez “Caraca, que foda!”. Resenha Berserk X EDITADO Resenha Berserk XII EDITADO Esta é a sua grande qualidade, Berserk tem um talento inacreditável de combinar personagens, clímax, história e assuntos pesados da maneira mais épica e mórbida possível. Berserk tem um Contexto bem diferente, é um anime de ficção de fantasia medieval distópica. “Mar que pohéssa Lucas, tufu mou cara?” Carma jóvis, carma…! O mundo de Berserk é todo baseado numa Europa Medieval devastada pela guerra, inclusive com um pedacinho de história verdadeira com a Guerra dos Cem Anos, mas adiciona uma fantasia diferente de qualquer outra. Não existe bondade nem compaixão em Berserk. O que existe é a mostra da crueldade, da ambição, da sensualidade e da natureza humana, e claro, sem faltar monstros e demônios de todos os tipos que são de uma bizarrice genial. Sacaram má ô mêno como funfa? Resenha Berserk XIX EDITADO A animação é ok, típica dos anos 90, bem desenhada mesmo e sem muitos recursos digitais. Aliás, longe de ser um defeito, isso ajudou a criar uma atmosfera muito crua, parecidíssiama com a do mangá. Apesar de alguns probleminhas de expressão, exagero de partes do corpo e afins, o visual é lindo, muito vivo, muito natural e muito impactante. A Trilha Sonora é boazinha, são marcantes mas a gente sente que não é muito a praia de Berserk ter trilhas muito boas. Resenha Berserk XVIII EDITADO Eu sei que vou acabar entrando no mérito de adaptação, por isso eu digo que o Anime de Berserk foi uma adaptação impressionante, conseguindo passar pra vídeo todo o DNA malditamente épico do mangá. Não tinha como ser mais Berserk do aquilo. Resenha Berserk XXI EDITADO O Desfecho é a parte mais difícil de comentar. Como fechamento do tema de Berserk, o desfecho foi simplesmente inacreditável, épico, cruel e absurdamente impactante cara, mas do ponto de vista de história, ficou incompleto. O Anime cria uma expectativa tão gigante em quem assiste, que a vontade de ver mais é insuportável, e só de saber que NÃO TEM MAIS DO QUE 25 EPISÓDIOS é um pouco decepcionante. . Eu recomendo o anime de Berserk sem sombra de dúvidas, é incrível, e sim, o anime consegue muito bem ser uma obra prima por si mesmo, sem precisar se encostar no mangá! Mas NÃO TINHA COMO SER MAIS BERSERK do que isso jovens, e você que curte o mangá vai ficar maluco. Por isso e muito mais, Berserk, eu te saúdo!

-Opening (Abertura): Tell Me Why (Versão Anime) – Penpals:

-Ending (Encerramento): Wainting So Long (Versão Anime) – Silver Fine:

Lucas M. Rodrigues / LMR
21 de fevereiro de 2014, São Paulo, SP.

 

Equipe da publicação:

Autoria: Lucas M. Rodrigues.
Direção: Lucas M. Rodrigues.
Edição: Jeferson Capizani.
Revisão:Lucas Moraes Rodrigues.
Tradução: Julio I. Arrivabene.
Roteiro: Lucas M. Rodrigues
Diagramação: Jeferson Capizani.
Redação: Lucas M. Rodrigues e Jeferson Capizani.
Produção: Carlos Akihito Oyama.
Publicidade: Daniela Duarte.
Colaboração: Julio I. Arrivabene. 

 RESENHA MORTÍFERA!